BEM VINDO A TODOS!

sábado, 20 de abril de 2013

AS BASES DO CASAMENTO CRISTÃO - Lição 03







ADMEP – ASSEMBLEIA DE DEUS – MINISTÉRIO ESTUDANDO A PALAVRA

EBD - Escola Bíblica Dominical

Departamento de Educação Cristã






AS BASES DO CASAMENTO CRISTÃO

21 de abril de 2013


TEXTO ÁUREO

“Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a Igreja e a si mesmo se entregou por ela”.

 [Efésios 5. 25].



VERDADE PRÁTICA


O Casamento cristão tem de ser edificado tendo como base o amor a Deus e ao próximo. Sem amor não há casamento feliz.

Leitura Bíblica em Classe:

Efésios 5. 22 – 28, 31, 33


OBJETIVOS

Compreender qual é a verdadeira vontade divina para o casamento.
Conscientizar-se da importância do amor mútuo e verdadeiro para se estabelecer uma família.
Enfatizar a importância da fidelidade conjugal no casamento.


INTRODUÇÃO: -  O casamento visa ser, pela sua própria natureza, um relacionamento vitalício. Esse fato fica óbvio, tendo em vista que dessa união nascem crianças que precisam da afeição e dos cuidados tanto do pai quanto da mãe. A permanência desse relacionamento foi confirmada pelas palavras de Jesus [Mt  19. 6]. E por este motivo precisa de bases para sua sustentação.


§  Definição: - O Casamento é uma Instituição Social de origem divina, fundada diferentemente por Deus, no princípio da raça humana, para dar origem e sustentação à Família. [Gn 2. 18, 22 – 24].

Porém, o casamento não se estabelece, ou se mantém felizes para sempre”; ou “até que a morte nos separe”, feitos só com boas intenções apenas; ou “eu te amo”; rosas e etc.

O Casamento precisa de bases sólidas para se manter-se  de pé, e indissolúvel.
Há no Casamento lutas inevitáveis. Há problemas seríssimos a serem vencidos mesmo sendo cristão. Por isso, precisa de bases de sustentação.


I.          AS BASES DO CASAMENTO CRISTÃO

1.      A Vontade de Deus Para o Casamento.

 Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne”. (Gn 2.24).

1º.          “... deixará...”.  O varão deixará pai e mãe, é uma referencia à cerimônia de casamento ou ao momento do compromisso público; isto fala de independência em três níveis:

1.             Na área financeira –
2.             Na área das decisões –
3.             Na área de moradia.

Esta é a primeira atitude do homem com relação ao casamento. Para que ele tenha esta atitude, ele precisa se conscientizar, que o governo da Família é com ele.

§  Governe significa “que se coloque diante de”, ou “administre”. - Este Governo ou administração exige do marido Responsabilidade, e isto trás segurança para mulher.

2º      “... e apegar-se-á...”. Sugere afeição terna e compromisso de fidelidade num relacionamento permanente de amor crescente.

3º  “... uma só carne...”. Sugere vínculos físicos, sexuais e emocionais, um relacionamento longo e duradouro e assinala a mais profunda e exclusiva intimidade. 

“Uma só carne” representa um elo sexual que une totalmente o homem e a mulher; esse vínculo é comparado ao de irmãos de sangue.

ü   O elemento fundamental no casamento é o contrato ou aliança (Ml 2. 14), e o resultado dessa aliança é a relação sexual.

ü   A união física entre um homem e uma mulher representa a união de duas vidas e o compromisso um com o outro.

ü   A união física do casamento é o símbolo da união em várias áreas.

ü   Se romper essa base de união é o mesmo que destruir a UNIDADE da própria vida.

ü   É por isso que o adultério é algo muito grave (I Co 6. 16).

ü   Ref. 2. 24; Mt 19. 5; Mc 10. 7, 8; I Co 6; 16; Ef 5. 31).


Interessante que no Novo Testamento, Jesus se referiu a esse texto (Gn 2. 24) como o fundamento da visão bíblica do Casamento. ( Mt 19. 5; I Co 6. 16).

Deus criou o Casamento como o elo mais forte nos relacionamentos humanos (Mt 19. 5). Tanto é que a palavra “Unir-se-á”, significa “estar colado”.

O relacionamento mais duradouro na construção da sociedade não é entre pais e filhos, já que ele é quebrado por ocasião do casamento (Gn 2. 24), mas sim, o casamento entre homem e mulher.






II.  O AMOR VERDADEIRO NO CASAMENTO


1.         O Dever Primordial do Casal - (Efésios 5. 25; I Co 13.

“Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo...”. Esta expressão, “como também”, é um prelúdio para mostrar-lhe como fazer.

§    Se os maridos querem aprender como tratar suas mulheres, tudo que tem de fazer é examinar como Jesus trata a sua Igreja.

1º.          Amar significa ENTREGAR.

2º.         Amar significa COMUNICAÇÃO. – Aprenda a se comunicar com sua esposa. Um grande número de homens cristãos não está dando nada para suas esposas: - tempo algum, amor algum, e nenhum respeito. A maioria deles as trata como gado. Tratam-nas como uma máquina no lar, uma máquina que fornece sexo, lava roupas sujas, limpa a casa, cuidada das crianças e prepara as refeições. E isso é tudo. Não há respeito verdadeiro, e nem diálogos.

3º.          Amar significa ABNEGAÇÃO. (Desinteresse; Renúncia; Desprendimento)      [Ef 5. 29].

4º.          Ame Sua Esposa com o seu DINHEIRO. Ef. 5. 25. – Amar esposa como a própria carne. Isso quer dizer tomar contas dela. Alguns homens gastam mais dinheiro com seus carros e outras coisas... do que com sua esposa.

5º.          Amar é falar a VERDADE. Seja você mesmo um exemplo daquilo que você espere dela.

6º.          Amar significa cuidar da sua ESPOSA. (Ef 5. 29).

7º.          O Amor gera UNIÃO plena. ( Ef 5. 31; I Co 7. 3).

III.      A FIDELIDADE CONJUGAL

A Fidelidade no Casamento é o plano de Deus para o seu reino e propósito para seus filhos.

§    A infidelidade conjugal é um ato de deslealdade.
§    Os cristãos devem praticar a fidelidade junto a Deus e em seus relacionamentos.
§    O 1º inimigo do casamento é a infidelidade conjugal. Quando acontece o adultério (infidelidade), nas Escrituras é encarado como grave ruptura de confiança e fidelidade, servindo de base admissível para o Divórcio (Mt 5. 32).
§    Deus quer usar a fidelidade entre marido e mulher para ilustrar a fidelidade dele com o seu povo.


CONCLUSÃO: - Que a Igreja faça soar sua voz profética e denunciar as iniciativas que buscam destruir o casamento monogâmico, heterossexual e indissolúvel.






                                                                                 Professora, MARIA VALDA


LEMA:

 “Dá instrução ao SÁBIO, e ele se fará mais SÁBIO; ensina ao JUSTO, e ele crescerá em ENTENDIMENTO”. (Provérbios 9. 9).


Não Falta a Próxima Aula!  - Sua falta entristece o nosso coração!




Próxima Aula: O Professora:  CLARA MARIA

DEC Departamento de Educação Cristã
Superintendência.



Nenhum comentário: