BEM VINDO A TODOS!

quarta-feira, 9 de abril de 2014

RENDEI GRAÇAS AO SENHOR


COMUNIDADE CRISTÃ CRISTO É A VITÓRIA

Em Cambuí-MG

Pr. Edmilson Porto


ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL




Tema:

RENDEI GRAÇAS AO SENHOR



Texto Bíblico Básico

Salmo 135. 1 – 3, 21; 136. 1 - 3, 26


Introdução: - O Salmo 136 é o Salmo de louvor descritivo mais característico. O líder da adoração, talvez um sacerdote, lia a primeira parte de cada versículo, e o povo respondia com o seu louvor centrado na misericórdia de Deus: “porque a sua benignidade é para sempre”.


Este salmo, conhecido como o “Grande Salmo de Louvor”, costumava ser recitado no templo à medida que eram sacrificadas as ovelhas da Páscoa.


Salmos é um título derivado do grego psalmosindicando um poema cantado com acompanhamento de instrumentos musicais.  Esta palavra aparece no N.T., grego em I Co 14. 26; Ef 5. 19; Cl 3. 16. No Hebraico, Salmos é era o Livro dos Louvores.


O Saltério é geralmente dividido em cinco livros, cada um concluindo com umadoxologia: (I. Salmos 1 – 41: = Gênesis); (II Salmos: 42 – 72. = Êxodo); (III. Salmos: 73 – 89: = Levítico); (IV. Salmos: 90 – 106. = Números); V. Salmos: 107 – 150 =Deuteronômio).

Os Salmos 135 e 136 estão no último contexto e são Salmos de Ação de Graças.

W           O Padrão do Salmo 136 é o seguinte:

(1) convocação do povo a louvar ao Senhor (v. 1 -3);
(2) oração pelo Senhor, o grande Criador (v. 4 – 9);
(3) louvor ao Senhor, o grande Libertador (v. 10 – 22);
(4) louvor ao Senhor, que lembra de Seu povo para sempre (v. 23 – 25);
(5) convocação final ao povo para louvar ao Senhor (v. 26).


I.       A QUEM DEVEMOS LOUVORES

Esses Salmos fazem parte do grupo de Salmos de ação de graças, nos quais o povo agradece Deus pelas bênçãos recebidas e por tudo o que Ele É Faz!

*   “Louvai” significa reconhecer publicamente, sendo uma das principais palavras usadas nos Salmos (Sl 35. 18; 105. 1; 122. 4).


*             “Benignidade”, que também pode ser traduzida por amor fiel, é o termo mais significativo dos Salmos para descrever o caráter de Deus. Sua benignidade é para sempre; faz parte do Seu caráter eterno. (Afabilidade, Afeição, Benevolência, Amabilidade).


1.1. Rendei Graças ao Senhor. – (vv. 1 – 3) – A introdução nos convoca a rendergraças ao SENHOR por sua natureza, por seu caráter e por sua bondade intrínseca. Ele é o Jeová, isto é, o Criador; o Senhor que guarda a aliança com seu povo. É o Deus dos deuses, supremo sobre todos os governantes poderosos do Universo. A pergunta é: Ele merece louvores?


1.2. Rendei Graças ao Único Deus: - (v. 2) Somos convidados a render graças ao grande Deus que está acima de todos os deuses, Ele é Único, Ele é o Altíssimo! Não existe ninguém, nem no céu, nem na terra, nem em lugar algum, semelhante ao nosso Deus! (Sl 135. 5, Dt 10. 17). NÃO podemos permitir que os nossos olhos percam a Grandeza do nosso Deus.


1.3. Rendei Graças Àquele que só Faz Maravilhas: - “Aquele que só faz maravilhas” (v. 4). Suas maravilhas são parte da manifestação do Seu poder e prodígios. As Suas maravilhas são a prova de Sua fidelidade. (Sinônimo da palavra Fidelidade:Constância, lealdade, leal).


1.4. Rendei Graças ao Deus Eterno- Fala da sua InfinitudeDeus é Infinito, isto é, não está sujeito às limitações naturais humanas. A sua infinitude é vista de duas maneira: (1) em relação ao espaço. Deus caracteriza-se pela imensidade (I Rs 8. 27); isto é, a natureza da Divindade está presente de modo igual em todo o espaço infinito e em todas as suas partes. (2)  Em relação ao tempo, Deus é Eterno (Êx 15. 18; Dt 33. 27; Ne 5.5; Sl 90. 2, Jr 10. 10; Ap 4. 8 – 10). Ele existe desde a eternidade e existirá por toda a eternidade.

O passado, o presente e o futuro são todos como o presente à sua compreensão. Sendoeterno, ele é imutável – “o mesmo ontem, hoje e eternamente”. (Hb 13. 8).  Este atributo para o crente uma verdade confortadora, podendo assim descansar na confiança de que “O Deus da antiguidade é uma morada, e por baixo estão os braços eternos”. (Dt 33. 27).  Por isso, o salmista convoca a render-lhe Graças.


W           Atributos de Deus: - Atributos não relacionados (a natureza íntima de Deus; isto é, atributos sem relação entre si, ou seja, o que Deus é em si próprio, à parte da criação.

a)       Espiritualidade
b)       Infinitude
c)       Unidade.

W           Atributos ativos de Deus - (Deus e o Universo, ou seja, o que Deus é em relação ao Universo).

a)       Onipotência.
b)       Onipresença.
c)       Onisciência.
d)       Sabedoria.
e)       Soberania.

W           Atributos Morais - (Deus e as criaturas Morais, ou seja, o que Deus é em relação aos seres morais por ele criados).

a)       Santidade.
b)       Justiça
c)       Fidelidade
d)       Misericórdia
e)       Amor
f)        Bondade.


II.       EXALTAÇÃO A DEUS POR SEUS FILHOS

O Salmista faz uma retrospectiva das obras poderosas de Deus e convida todos nós a render-Lhe graças.


2.1. O Deus Criador: - Ele trouxe à existência todas as coisas. É o Elohim (trad. “Deus”.) Esta palavra emprega-se sempre que sejam descritos ou implícitos o poder criativo e a onipotência de Deus. Elohim é o Deus-Criador, não permanece alheio às suas criaturas. Observando Deus a necessidade entre os homens, desceu para ajudá-los; ao assumir esta relação ele revela-se a si mesmo como Jeová, o Deus da Aliança. O nomeJEOVÁ tem sua origem no verbo SER e inclui os três tempos desse verbo – passado, presente e futuro. O nome, portanto significa: Ele que era, que é e que há de ser; em outras palavras, O Eterno. Visto que Jeová é o Deus que se revela a si mesmo ao homem, o nome significa: Eu me manifestei, me manifesto, e ainda me manifestarei.


Então, o salmista inicia a sua descrição acerca de Deus, desde a Criação do Universo (Gn 1). E aí estão as Suas obras para testificarem que Ele é digno de toda honra, toda adoração e todo louvor!


2.2. A Obra Redentora: – (Salmo 136 – 10 – 12). O Grande Criador também é poderoso Redentor. A fim de livrar seu povo da tirania do Egito, exterminou os egípcios na flor da idade e conduziu seu povo à liberdade com mão poderosa. Para isso, separou emduas partes o mar Vermelho, criando uma faixa de terra seca no meio. Israel passou em segurança. Quando voltaram ao seu lugar, as águas engoliram os soldados de Faraó. Foi uma demonstração inesquecível do amor fiel de Jeová por seu povo.


2.3. O Deus Zeloso: - “Aquele que guiou o seu povo pelo deserto; porque a sua benignidade é para sempre” (v. 16). Durante 40 anos, Deus conduziu os israelitas pela imensidão árida do deserto. Não havia estradas pavimentadas, placas de indicação, nem mapas, mas o Senhor foi o guia incomparável de que seu povo precisava. Merece ou não ser adorado, esse Deus?


2.4. Louvores ao Vendedor: - (Salmo 136. 17 – 22)

ü   Defensor:  Chegou a guerrear por eles.  Quando o rei Seom e o rei Ogueimpediram a passagem do povo, o Senhor derrotou cabalmente os dois monarcas e deu suas terras a Israel como parte da Herança. Assim como Israel rende graças, num grande coral, pelas vitórias conquistadas pelas intervenção do General dos generais, a Igreja precisa glorificar e exaltar a Deus, que sempre nos leva a ter triunfo (II Co 2. 14).


III.       DEUS CUMPRE A SUA PALAVRA


O Salmista engrandece Aquele que é poderoso para tornar em realidade as Suas promessas. Mesmo que, para nós, pareçam impossíveis, Deus sempre agirá e mudará a situação em nosso favor. Tudo está no controle do Senhor. Coloque o foco na vitória e não nos problemas!

3.1. Deus NÃO se Esquece de Nós: - Deus não apenas criou, mas sustenta a tudo quanto criou, como a Bíblia enfatiza.

§    Ele sustenta os anjos, Cl 1. 16, 17; Ne 9.6;
§    Ele sustenta os corpos estelares, Is 40. 26;
§    Ele sustenta homens e animais, Sl 36. 6; Mt 6. 26; 10. 30.
§    Ele sustenta o clima e a produção de alimentos, Sl 65. 9 – 13; 104; At 17. 28.

Por todos esses feitos, Ele merece o nosso louvor, glória, honra e adoração; mas acima de tudo, obediência.


Conclusão: - Ao acordar, pela manhã, rendamos graças ao Deus dos céus; durante a alimentação, rendamos graças ao Senhor; pela família e trabalho, rendamos graças ao Deus Poderoso; pelo dom da vida e saúde, rendamos graças Àquele que é merecedor de honra e louvor. Na hora de dormir, não se esqueça, tire alguns minutos para render graças ao Senhor. Ele é Digno!!!

                                                 
                                                                     Elaborada pela professora,
                                                                               Maria Valda.